Azul contrata comandantes para o ATR-72

Azul contrata comandantes para o ATR-72

By: Author Raul MarinhoPosted on
205Views8

A Azul está selecionando pilotos com experiência prévia como comandante em operação 121 (linha aérea) para ser comandante de ATR-72 na empresa. É necessário ter ICAO-4 ou superior e não precisa ter a habilitação de TIPO do AT72.

Mais informações & inscrições, enviar e-mail para Carlos.Filho@voeazul.com.br

8 comments

  1. Joab rodrigues santiago de oliveira filho
    2 meses ago

    o fato da empresa não ser genuinamente nacional , contribui para ela não ser séria?

    • Raul Marinho
      2 meses ago

      Claro! Empresas genuinamente brasileiras são supersérias! Vide Odebrecht, JBS/Friboi, etc.

  2. Luiz
    2 meses ago

    No site da Azul não consta nenhuma vaga disponível para pilotos? A informação procede mesmo?

    • Raul Marinho
      2 meses ago

      Procede, sim: se vc entrar em contato pelo e-mail indicado poderá verificar. Embora realmente não apareça no site da empresa.

  3. custo meu caro
    2 meses ago

    custo… lucro acima de tudo… o piloto eh um mal necessario…

  4. Decepção Azul
    2 meses ago

    Mais uma sacanagem com o grupo de pilotos da Companhia. Em específico, preste atenção no quanto isso vai prejudicar os co-pilotos da empresa, mais ainda os co-pilotos do ATR. Muitos desses co-pilotos, por motivos diversos (falta de convite para o EJET por contratação direta, opção pessoal, PEPA, falta de ICAO), ficaram no ATR ao longo de sua carreira. Então ,existe um número razoável deles com mais de 5 anos de ATR, mais de 2.500 horas de vôo somente neste avião. Existem também co-pilotos de Embraer e mesmo de 330 que já cumpriram o seat-lock e que aceitariam ser elevados no ATR. Esta elevação representaria uma progressão profissional e satisfação pessoal importantes, maiores salários e, para a maioria, a licença de PLA.
    Entretanto, a Azul está fazendo a opção de contratar 90 caras de fora. 90! Sendo que há, no mínimo, metade disso de copilotos de ATR com mais de 5 anos de equipamento, prontos para serem elevados. Uma elevação lateral seriam 5 sessões de FFS (apenas 2 a mais que uma revalidação periódica), bem menos que as 3 de CPT e mais de 10 sessões de FFS para u inicial. Isso sem contar 2 semanas de ground school e uma semana de doutrinamento operacional.
    Isso sem contar que os instrutores de simulador do ATR, que estavam acostumados a reprovar colegas já doutrinados na empresa, MUITAS VEZES por motivos QUESTIONÁVEIS E SUBJETIVOS, vâo TER QUE ENGOLIR esses DECs. DUVIDAMOS que vá haver reprovações nesses direct entry. É muito irônico que esse excesso de reprovações agora cause demora na própria movimentação dos SFIs do ATR para comando de Embraer. E agora, esses SFIs que prejudicaram a vida de alguns bons pilotos por bobagem, vão ter que abrir as pernas, a mando da empresa, para os DECs). Quando dizemos bobagem, reconhecemos que havia pilotos que levaram PEPA por não terem condições. Mas isso é muito diferente dos motivos que o BB e o Scalzapepa têm reprovado, por exemplo.
    Não vamos generalizar sobre SFIs do ATR. Na verdade, a maioria absoluta tem grande respeito e respaldo do grupo de pilotos. São aqueles que você não houve o nome deles na rota, e nem aqui e nem nas denúncias do SNA. São a maioria e, por isso, não vale nem a pena citar o nome. Agora, aqueles que sacaneiam, cujo número de reprovações destoa dos demais SFIs, nós vamos criticar abertamente sim! Uma coisa é reprovar quem fala foda-se pro SOP, não segura monomotor e etc. Outra coisa é reprovar por erros mínimos, por não ler a mente do instrutor, por divergir em assuntos subjetivos quanto “gerenciamento”. Depois de tanto by-pass e da chefia de pilotos e do equipamento fingirem que o problema não existe, nós vamos sim usar as ferramentas que temos, que é nomear publicamente (inclusive para o MPT, via SNA) aqueles “colegas” que conseguem piorar a situação de quem voa o ATR.
    Por exemplo, a chefia by-pass máster deveria se perguntar por que há problemas na aprovação de co-pilotos experientes de ATR na entrevista oral de elevação de nível. Faz sentido decorar simbologia de SIG-WX? Outra coisa: ATR voa em espaço aéreo superior? Então para que perguntar cálculo de altura de tropopausa. Na boa, isso não é minimamente razoável.
    Aí, você que é comandante de ATR e que aguarda movimentação pro Embraer, e que a empresa usa a desculpa que ela quer (falta de slot pra simulador, PEPA, reprovação em elevação), pode ter certeza que essas PEPAs desnecessárias na conta do BB e do Scalza, e essas reprovações esdrúxulas na entrevista de elevação, na conta do francês, estão atrasando a sua vida.
    Os pilotos do Embraer, que a princípio estão tranquilos e aguardando a fila andar, também tem que ficar espertos: a 15 dias atrás a empresa aumentou os contratos temporários do 320 e ainda quer promover lateralmente os copilotos do Embraer. ALGUÉM DUVIDA que daqui a dois anos vai ser a “necessidade da empresa” promover lateralmente os copilotos de 320 e 330? Tenho muito receio de ser ultrapassado, na ida pro 320, por um co-piloto do 320 que vai ter 5 anos a menos de empresa que eu e nenhuma hora em comando 121, e 400 numeros atrás na senioridade. O bom da internet é que ela é eterna. Daqui a 2 anos a empresa vai tentar entubar isso na gente, e o comentário vai estar escrito aqui, a dois anos e ninguém vai ter feito nada a respeito.
    Por isso, a hora é desde já, monitorar as ações da empresa, lotas as assembleias do SNA e as mediações com o MPT, e agir como grupo, manifestando junto à chefia a insatisfação com contratação de comandantes e co-pilotos do Embraer, enquanto os co-pilotos do ATR ficam travados. Monitorar a quantidade de PEPAs de comandantes de ATR, pois os SFIs do ATR provavelmente também o serão no Embraer e no 320. A mentalidade de treinamento do ATR hoje é a mentalidade da empresa inteira amanhã. A vida infernal no simulador, com 20% dos comandantes de ATR em PEPP, será a vida infernal de todos nós amanhã. PODEM ACREDITAR!

  5. Rangel
    2 meses ago

    E porque ela não promove os copila a comdo e contrato copilotos?

    • Cmte Erj
      2 meses ago

      Rangel, essa é a pergunta que a empresa não responde. Ela manobra, manobra e manobra, mas não responde.
      A resposta é simples, a Azul não segue o plano de carreira pq não é uma empresa séria. Ser uma empresa séria, é por vezes mais caro do que agir fora das leis, normas trabalhistas e internas.
      Procure pelas ações trabalhistas no MPT do DF, onde a empresa foi multada em 68 milhões de reais por mais de 6000 mil descumprimentos de leis trabalhistas no prazo de apenas um ano.
      A azul não é uma empresa séria.

Deixe uma resposta