É hora do Jet Training!

By: Author Raul MarinhoPosted on
189Views2

Em 2011, quando o blog publicou este post sobre o que acabou ficando conhecido na ‘pilotosfera’ como Jet Training, o “curso de transição para jatos” era febre entre os PCs recém-formados que estavam entrando na briga por um lugar ao sol na poltrona da direita de um ATR ou de um Embraer-190 da Azul – para participar do processo seletivo de copilotos da empresa, o Jet era um dos pré-requisitos. Algum tempo depois, a procura pelo curso diminuiu na medida em que os processos seletivos daquela companhia também se tornaram mais raros; mas mais recentemente, com a abertura de vagas para copila na Latam exigindo o Jet, a procura pelo curso voltou a crescer, com tendência de ser um novo padrão nos processos de todas as companhias que atuam no país. Portanto, agora é hora do Jet Training!

Jet… Para quê?

“Para atender às exigências do processo seletivo, é claro!” – esta é a razão #1 das pessoas se matricularem num curso de Jet Training no Brasil. Não deveria, pois isso faz com que as pessoas façam o Jet no momento errado, do jeito errado, escolhendo a instituição pelos motivos errados. Vejamos, então, o que seria o certo:

Quando fazer o curso?

O momento ideal para fazer o Jet é quando você já estiver ‘safo’ no IFR – isto é, quando já dominar a lógica e as regras do voo por instrumentos, de modo que você não se atrapalhe com questões de IFR no decorrer do curso. Antes disso, você vai perder tempo precioso brigando com as questões do voo por instrumentos, o que irá diminuir seu aproveitamento. Pelo mesmo motivo, também seria interessante que você já soubesse o básico do voo multimotor (especialmente sobre as técnicas para lidar com as panes de assimetria de tração) e tivesse dominado a teoria de ‘Peso & Balanceamento’, de ‘Performance’ e de ‘Conhecimentos Técnicos’ sobre motores a jato e sobre o voo em alta velocidade; além do mínimo sobre o funcionamento do piloto automático, da pressurização, do APU, do ar condicionado, e dos demais sistemas que o Cessninha do aeroclube não possuem. Isso significa, regra geral, que se tenha o PC-IFR/MLTE, pelo menos – muito embora haja quem já tenha tais conhecimentos antes de ter esta carteira, e outras pessoas que possuam tal qualificação, mas não tenha os conhecimentos respectivos.

Onde?

No Jet Training, é fundamental que o simulador esteja em bom estado de funcionamento e que ele seja o mais completo possível. Outra questão é o corpo docente: quem são os professores teóricos? E os instrutores práticos? Isso é outra questão que você vai precisar avaliar junto aos ex-alunos. Portanto, use as redes sociais, fale com os ex-colegas do aeroclube, converse com os colegas para saber da impressão que ele estiveram do treinamento realizado.

Simulador de Boeing, de Airbus ou de Embraer-190?

Muita gente acha que é importante fazer o Jet em simulador de Boeing se a vaga é para a Gol, de Airbus para a vaga na Latam, ou de Embraer-190 para concorrer a uma vaga na Azul, etc. Isso é bobagem, as companhias não dão importância para o tipo de simulador efetuado.

Repetindo o que dissemos aqui em 2011: O Jet Training é um divisor de águas na formação de um piloto. Depois de fazer o curso, você entende perfeitamente o que é uma aviação profissional de verdade, sem improvisações, com tudo feito de maneira meticulosamente calculada, em um trabalho em equipe, muito diferente da “aviação artesanal” que se aprende nos aeroclubes. E dá muita vontade, mas muita vontade mesmo, de ir para a aviação comercial.

Vale a pena você fazer o melhor treinamento!

O ParaSerPiloto e a Delta5 fizeram uma parceria boa para todo mundo!

A Delta5 já formou mais de 70 turmas de Jet Training desde 2011 e oferece um curso reconhecido entre empresas e tripulantes que combina 24 horas teóricas e 20 horas de simulador Boeing 737.

Eles estão instalados no Aeroporto Campo de Marte em São Paulo e o simulador deles é um FTD nível 4 com manutenção própria e quase todas as funcionalidades (inclui até manetes motorizadas pelo auto-throttle e stick shaker) da aeronave. Isso significa que você não vai precisar se preocupar com indisponibilidade e defeitos do equipamento.

Para ficar melhor ainda, se inscrevendo no curso com o ParaSerPiloto você participará de uma turma exclusiva que incluirá uma aula de Empregabilidade e Carreira com o Raul Marinho sem qualquer custo adicional!

Deixe seu e-mail abaixo para saber mais e se inscrever.

Acesse também o site da Delta5 para ver fotos dos simuladores e instalações deles.

2 comments

  1. Humberto Orro Marquez
    4 meses ago

    Raul, e como fica o assunto para quem tem interesse de entrar no off-shore ? Nunca vi isto ser debatido em lugar nenhum e a muito tempo quis te fazer essa pergunta. A Delta5 no que conheço é a única que possui o simulados do AW139 mas não sei se é dado o Jet Training. CAE e Helibras também possuem alguns, mas devem ser muito mais caros. Se possível fale tudo sobre o assunto ou me de uma direção a seguir. Ficarei muito grato.

    • Raul Marinho
      4 meses ago

      Solicitei ao pessoal da Delta5 responder a esta questão.
      Abs,
      Raul

Deixe uma resposta